A dor do Desamor - transmutação

por - maio 27, 2018



Há uma dor que habita em mim.
Nasceu com as minhas primeiras memórias.
Ou talvez antes.
A dor do desamor.
Relembro-a em cada relacionamento que vivo.
Colecionei relações de deslealdade e traição.
Permiti que o meu coração se fosse partindo em pedacinhos.
Andei pela vida a pedinchar amor.
Implorei amor.
Procurei  amor debaixo das pedras.

Apesar de, Hoje, saber que O Amor vive em mim, precisei de viver esta dor.
Precisei olhar para Ela de frente e chorar com ela.
Precisei dizer-lhe: "Eu vejo-te, querida dor, e compreendo e aceito o teu sofrimento. O que me queres dizer? O que preciso aprender contigo?"
Precisei envolvê-la no meu abraço e chorar.
Sim, chorar, chorar o que houvesse para chorar.
E deixar que a dor tomasse conta do meu corpo e que cada célula chorasse.

Só assim, só assim consigo, depois de A aceitar e vê-la claramente, aprender a geri-la e transmutá-la.
Só assim consigo arranjar espaço em mim para viver A Alegria, O Amor e Ser Feliz só por Existir.

O Amor por Ti cura Tudo.

Deixo-vos Amor.



Também pode gostar de

0 comentários